Hunter Witches RPG Brasil
Bem Vindo!

Em um mundo aonde uma profecia previu o nascimento de dois gêmeos cujo se confrontariam pelo poder do maior mago existente na história, o planeta terra fora atingido por um feitiço feito por um deles assim ativando poderes ocultos em alguns humanos descendentes de bruxos passados, agora a caçada para guerreiros que possam ajudar ambos os lados se iniciava...

Qual será seu lado ?

Ruas, Becos e Vielas.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Ruas, Becos e Vielas.

Mensagem por Convidado em Dom Nov 25, 2012 6:55 pm


As ruas de Irmadim, cujos caminhos levam para qualquer lado da aldeia.

Becos e vielas, lugares um pouco estreito, porém são considerados ótimos atalhos para diversos lugares da aldeia
here's Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas, Becos e Vielas.

Mensagem por Convidado em Sex Out 31, 2014 6:02 pm

 
Risin' up, back on the street.


Fazia pouco tempo que havia retornado, ainda estava perdido. Pedido de tudo e de todos, era estranho estar de volta de onde me expulsaram, é assim que encaro isso. Estranho eu estar de volta. De volta significava que tinha que assumir algumas responsabilidades.

Em uma tarde quente caminhava lentamente pelas ruas e becos de Irmadin, estava indo para vila comprar alguma coisa, minhas roupas eram tranquilas e frescas, como deveria ser em uma tarde quente, principalmente depois de ter treinado por toda a manhã. Exausto caminhava lentamente pelas ruas, solitário. Não como sempre, precisava descobrir para onde ela tinha voltado. Algum tempo não a via.

Faye sempre estive ao seu lado, desde, bem... Passamos muito tempo junto, brigas, romance, mas hoje prezamos a amizade, o que sinto por ela é um amor que colocaria-me à frente da morte por ela. Estava sentindo falta dela, precisava encontrar, por algum lugar. Logo começaria buscá-la por qualquer canto de Iramadin, mas até lá terminaria meu percurso até a vila, onde precisava comprar algumas coisas.

Um atalho sempre é bem vindo. Em uma dessas ruas estreitas, tive uma sensação horrível de estar sendo perseguido por alguma coisa, mas ao olhar por cima do meu ombro nada vi. Apenas podia escutar uma conversa de duas ou três pessoas vindo na minha direção."É ele vamos...". Sou eu o que?? Era o meu pensamento, tentei virar, mas tarde demais, outros dois homens estavam ali.

Tentei passar correndo por eles, mas não foi possível, a passagem foi fechada e fui atingido no estomago, curvei, e tossia, sentia muita dor, mas concentrei-me e podia sentir que meu corpo curava. Sorri maliciosamente, quando acertei com um belo direto no queixo de um dos homens, certeiro como sempre. Mas eram cinco contra um... Magias até me defendi de algumas. Estava saindo-me bem, conseguia defender-me. Mas um deles me atacou com um pedaço de madeira batendo em meus joelhos, me fazendo cair. Não diziam nada, apenas sentia os socos, ponta pés.

Curar-me era impossível minha força estava indo, junto a minha consciência. Não sei o que aconteceu, apenas tive força de apoiar na parede e ver que estava sozinho e pela dor que sentia, não parecia estar bem. Não sentia curar-me, o que estava havendo? Meus olhos fecharam e tudo ficava embaçado mais uma vez.
..Risin' up to the challenge of our rival

Esse é meu post de número {01}. O tempo está {ensolarado},  Talking to:Emily, Faye  E agradeço a Lari ❥ por esse template.
here's Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas, Becos e Vielas.

Mensagem por Convidado em Ter Nov 04, 2014 8:22 pm



{
come on down and dance, if you get the chance, we're gonna spit on the rival. all i wanna know, is how far you wanna go, fighting for survival.underneath the stars, where we parked the cars, ain't showing signs of stopping. pretty little girls, naked to their curls, ready to lay in the coffin. if you wanna go, i'm gonna go, i gotta fire burning. come on take my hand, hope you see your man, baby's gonna be a big one, baby's - - - - - - - - - - - - -



e
m
i
l
y


s
l
a
i
n
t



O todo poderoso Mark Roach Slaint estava ocupado como sempre, até mesmo para a sua família. Mamãe deveria estar a procura de Lee, até sentia inveja dele ter decidido partir de casa. Casa, estava um caos e não sei se poderia chamar assim. Alex cada vez mais ocupado. A nossa família estava desmoronando, eu podia sentir. Eu não podia ficar em casa e tão pouco estava afim de ir para a academia hoje. Decidi dar umas voltas pela vila e tentar cansar meu corpo e mente. Os boatos corriam a solto sobre uma misteriosa garota aparecer do nada e começar o motim para quebrar os círculos. Como se isso fosse possível, a essa altura ela tinha sido executada. Respirei profundamente, voltando a minha atenção para as coisas. Nada mudava em Irmadim, nada evoluía. Passei por uma barraca de frutas e comprei uma maça, estava faminta. Deixei a moeda o suficiente para a mulher e ela me agradeceu. Embora me vissem como uma rebelde sem causa, todos sabiam que eu era generosa e me preocupava com o povo. Após comer a maça e descansar um pouco sob uma árvore, resolvi que era hora de voltar. Vi alguns homens seguir um cara até a viela, ele era retardado ou algo do tipo? Respirei profundamente, não era da minha conta. Comecei a andar em direção oposta da deles e logo parei, suspirando. - Droga! - Falei alto demais. Revirei meus olhos e corri até a direção que os homens e o demente haviam ido. Será que ele não tinha noção, não? - Hey, vocês! - Corri mais depressa ao ver que ele estava sendo atacado. - Arcus. - Conjurei um arco e flecha e comecei a atirar em direção ao homens. Claro que não queria matá-los, apenas iria espantá-los. Ao ver que todos os cinco fugiram, corri até o homem indefeso. - Você está bem? - Joguei o arco no chão e o segurei. Ele estava ferido e então o apoiei no chão. Eu não era perita em cura mas, poderia ajudar de alguma forma. Levantei sua camisa para ver o quão feio foi o estrago. O corpo dele era bem definido e corei um pouco, logo abaixando sua camisa. Engoli em seco e sorri de canto. - Parece que não fora nada grave, consegue andar? - Perguntei. Havia um cantil de água e entreguei ao rapaz, ele iria precisar mais do que eu. Observei seu rosto e só então notei o quão bonito ele era, desviei o olhar quando notara que ele me observava, colocando uma leve mecha de cabeça atrás da orelha. Deixaria que ele tivesse o seu tempo, afinal, estava ferido. Olhei novamente para o rapaz e sorri de canto, eu não tinha muito como ajudar.


TAG: Trey
here's Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas, Becos e Vielas.

Mensagem por Convidado em Qua Nov 19, 2014 11:51 am

 
Risin' up, back on the street.


A vida é cheia de caminhos e escolhas que devemos fazer, podemos acertar sem nunca errar, mas ao escolher uma rota duvidosa, esteja preparado para as consequências.

Meu corpo não respondia como deveria ser, socos ponta pés e não entendia o que estava acontecendo, na verdade não sabia o porquê daquilo. Era estranho demais. Não tinha motivos, mesmo que não tinha muito tempo que estava de volta. E já era recepcionado dessa maneira. Por algum motivo os homens pararam, apenas escorreguei meu corpo até a parede tentando sentar, mas a dor era latente, não conseguia ver nada ao meu redor. O máximo que consegui sentar foi apoiando em um saco de arroz ou qualquer coisa do tipo, que estava ali, e servia como um apoio.

Pisquei algumas vezes e via apenas vultos, torando formas definidas, os homens ainda pareciam estar ali, mas correram, por algum motivo, pude perceber notei que uma garota caminhando na minha direção. Escutei sua voz  preocupada e fina e, não vi o que ela  jogou, só percebi alguma coisa caindo ao meu lado, respondi sua pergunta com um balanço dolorido afirmando – Ao menos estou vivo... – respirei fundo, mas respirar e doía – Ai... – ela levantava minha camisa. Olhei em seus olhos preocupados e senti ali uma energia diferente.

–Acho que sim...Vou ficar com alguns hematomas, meio coloridos apenas isso... – Ela é linda, seu jeito sereno, o corpo esguio e pequeno, despertou a minha atenção mesmo naquele estado. Bebi um pouco da água do cantil, já sentia meu corpo reagir. – Vou viver... – tentei levantar, mas não consegui, senti que uma das minhas costelas havia quebrado, levei a mão na lateral segurando – Obrigado.. – Disse a ela – Fico te devendo. Acredito que eles teriam me matado se não tivesse aparecido... – esbocei um sorriso –  Pode me ajudar? Eles podem voltar com a cavalaria... É melhor sairmos daqui... – a encarei por um segundo – a propósito, me chamam de Trey
..Risin' up to the challenge of our rival

Esse é meu post de número {01}. O tempo está {ensolarado},  Talking to:Emily, Faye  E agradeço a Lari ❥ por esse template.
here's Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas, Becos e Vielas.

Mensagem por Convidado em Seg Nov 24, 2014 12:59 am



TURNO ENCERRADO

O turno foi encerrado, todo e qualquer post em continuação a este dia/evento será apagado sem aviso prévio.
O próximo turno se passara em EXATOS um mês após o anterior, então desenvolvam o personagem nesse tempo.
code designed by doll from the pretty odd
here's Convidado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ruas, Becos e Vielas.

Mensagem por Conteúdo patrocinado

here's Conteúdo patrocinado

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum